Donato Elétrico

/ /



Aos 81 anos, quase 70 de carreira, João Donato inventou-se mais uma vez. DONATO ELÉTRICO é seu novo álbum, totalmente inédito (seu primeiro de composições inéditas em quase 15 anos), cheio de ideias novas e produzido à moda antiga. Tocando intensamente instrumentos como o piano elétrico Fender Rhodes e sintetizadores e teclados analógicos, acompanhado de músicos centrais da cena contemporânea de São Paulo, Donato abraça a sonoridade de discos clássicos dos anos 70 como "A Bad Donato" e "Donato/Deodato" para encontrar sons diferentes de todos seus discos anteriores. Donato Elétrico foi gravado em 2015, com participação de músicos como Guilherme Kastrup, Marcelo Dworecki, Décio 7, Douglas Antunes, Bruno Buarque, Zé Nigro, Gustavo Ruiz, Laércio de Freitas, em estúdios como Traquitana, Minduca e Navegantes, produzido por Ronaldo Evangelista e mixado por Victor Rice.

Com nova formação elétrica, Donato realizou em São Paulo, em 2014, pela primeira vez show de seu disco clássico de 1973, “Quem é Quem”, recriado em detalhes 40 anos depois a partir dos arranjos e sonoridades originais, somados a novas ideias e intenções. Com levada revigorada, em 2014 Donato e banda, com participação de Tulipa Ruiz, apresentaram-se em palco aberto para 15 mil pessoas, no festival RecBeat, em pleno carnaval do Recife, e também a céu aberto na cidade histórica de Tiradentes, em Minas Gerais, dentro do festival Mimo. Em 2015, com seu conjunto elétrico, apresentou-se no Rock in Rio (mesmo festival em que apresentou-se ao lado da cantora Céu em 2011) e participou do show da banda Bixiga 70 no festival Sonoridades, em show aberto no Parque Laje, no Rio de Janeiro.

Parceiro musical de nomes como João Gilberto, Tom Jobim, Eumir Deodato, Mongo Santamaria, Chet Baker, Gilberto Gil, Cal Tjader, Tito Puente, Sergio Mendes, e compositor gravado por músicos e cantores como Cannonball Adderley, Wes Montgomery, Herbie Mann, Gal Costa, Elza Soares, Nana Caymmi, Marcos Valle, Caetano Veloso, Emilio Santiago, entre muitos outros, João Donato é figura fundamental na história do jazz latino, da bossa nova e de toda a música brasileira dos últimos 60 anos. De seu começo nos anos 50 até hoje, centenas de temas e canções e dezenas de discos solo depois, Donato se renova enquanto se mantém o mesmo, à vontade em qualquer situação.

O álbum Donato Elétrico, desenvolvido cruzando a energia dos melhores sons atuais - que não raro se influenciam pelo trabalho clássico do próprio Donato - com a vitalidade de suas oito décadas de atemporais criatividade e musicalidade, foi lançado pelo SeloSesc em março de 2016.





 
DONATO ELÉTRICO

01 HERE’S J.D. (6:13)
02 URBANO (5:38)
03 FREQUÊNCIA DE ONDA (4:59)
04 ESPALHADO (4:09)
05 TARTARUGA (4:42)
06 SONECA DO MARRECO (3:59)
07 COMBUSTÃO ESPONTÂNEA (4:41)
08 RESORT (4:19)
09 XAXADO DE HERCULES (5:51)
10 G8 (5:17)

DONATO ELÉTRICO
João Donato, Fender Rhodes, Clavinet, Farfisa, Moog, Pro-One
com
Décio 7, bateria; Marcelo Dworecki, baixo; Mauricio Fleury, guitarra; Guilherme Kastrup, percussão; Bruno Buarque, bateria; Zé Nigro, baixo; Gustavo Ruiz, guitarra; Marcelo Cabral, arranjo de cordas; Mauro Refosco, percussão; Beto Montag, vibrafone; Aramís Rocha, violino; Robson Rocha, violino; Daniel Pires, viola; Renato de Sá, violoncelo; Cris Scabello, guitarra; Richard Fermino, clarone; Anderson Quevedo, flauta; Cuca Ferreira, sax barítono; Douglas Antunes, trombone; Daniel Nogueira, sax tenor; Daniel Gralha, trompete; Gustavo Cecci, percussão, Rômulo Nardes, percussão; Laércio de Freitas, arranjo de cordas.

FICHA TÉCNICA COMPLETA || TEXTO DO ENCARTE

Produzido por Ronaldo Evangelista
Mixado por Victor Rice
Masterizado por Felipe Tichauer
Projeto Gráfico de Rodrigo Sommer
Produção Executiva de Agogô Cultural

Lançamento: SeloSesc, Março de 2016

 
© 2017
Muito à vontade.